Marketing Pessoal para profissionais de saúde: 5 dicas para aplicar em seu Instagram

Conhecido como Personal Branding, pode até parecer um pouco complexo entender o que é o Marketing Pessoal. No entanto, ele nada mais é do que um conjunto de estratégias de comunicação que têm como premissa a frase: “quem não é visto, não é lembrado”. Ou seja, de forma planejada, trata-se do trabalho comunicacional para atribuir valor à sua imagem pessoal como profissional de saúde.  

Nele, a marca a ser trabalhada será sua própria imagem e, para isso, elaboram-se uma série de ações que terão como objetivo principal te consolidar em meio aos seus concorrentes, agregando valor ao seu trabalho.

Existem várias formas de se aplicar o Marketing Pessoal e, dentre elas, a mais comum é por meio das redes sociais. Devido ao aumento no consumo de conteúdo nessa mídia, canais como Facebook e Instagram se tornaram a verdadeira “menina dos olhos” para quem sabe e quer aplicar as estratégias de forma correta.

Quer saber como colocá-lo em prática? Nós te ajudamos!

Como fazer Marketing Pessoal nas redes sociais?

Para profissionais da área de saúde, é notável o uso do Instagram como a rede social para trabalhar o Marketing Pessoal. Isso porque a plataforma é mais visual e dinâmica do que o Facebook e, geralmente, conta com um público mais jovem e mais propenso ao engajamento.

Ainda está achando muito complexo? Calma! Listamos 05 dicas bem simples, mas capazes de dar o start que você precisa para sua imagem pessoal, confira:

Vamos aplicar o Personal Branding no seu Instagram?

Dica #1: Crie uma conta comercial

O Instagram disponibiliza alguns recursos para contas de negócios que permitem estimular a tomada de ação de seus seguidores — botões para entrar em contato no perfil e o “veja mais” no stories, por exemplo — e mensurar informações que identifiquem quais postagem geram os melhores resultados para suas estratégias.

O que? Sua conta ainda não é comercial? 😮 Então vamos lá!

Adequar a esse recurso é bem simples:

  • Acesse sua conta no Instagram e, na tela inicial, clique em “Perfil”.
  • Em “Perfil”, selecione o ícone de opções, no canto superior direito e, na parte inferior, clique em “Configurações”.
  • Em seguida, clique em “Mudar para conta comercial”.
  • Você será redirecionado para as telas de criação de conta comercial. Clique em “Criar uma nova conta” e preencha as informações solicitadas.
  • Pronto! A partir de agora você poderá acompanhar as métricas de todas suas postagens \o/.

Caso depois você não queira manter o perfil comercial, sem problemas, basta acessar as configurações e reverter para conta pessoal.

Dica #2: Demonstre seu conhecimento em sua especialidade

Um dos maiores alicerces para o trabalhar sua marca pessoal é a autoridade. Nela, é extremamente importante que você mostre que domina muito bem sobre a sua especialidade com conteúdos que informem sobre o assunto, faça análises, registre suas participações em congressos, etc.

Mas, lembre-se, é preciso respeitar as limitações do seu conselho e fugir de conteúdos sensacionalistas.

Aproveite sua audiência para conscientizar e informá-los sobre assuntos relacionados ao seu segmento.

Dica #3: Estimule o engajamento de seus seguidores

Para trabalhar o marketing pessoal corretamente, é preciso criar um relacionamento com seus seguidores. Responder dúvidas, mostrar os bastidores e o dia a dia da clínica, questionar sobre determinado assunto relacionado aos seus serviços, pedir opiniões, fazer enquetes, etc. são formas eficazes de estimular o engajamento e de se aproximar de seu público.

No Instagram, o stories é o seu maior aliado para esse engajamento. Criar enquetes, disponibilizar o “perguntas” e postar com frequência o dia a dia, mostrando até mesmo pacientes — com o consentimento deles, claro — são formas simples que você pode colocar em prática ainda hoje!

Mas, cuidado! Não exceda em conteúdo com o mesmo tema como, por exemplo, vídeos ou imagens com a estrutura da sua clínica ou consultório. Precisamos compreender que a cada dia que passa, as redes sociais estão ficando mais saturadas de conteúdo e, se repetitivo, o seu perfil pode ser silenciado ou não bem recebido pela sua audiência.

Dica #4: Cuide da sua imagem

Se exceder com sua exposição pessoal pode ser bem negativo. Isso porque, ao trabalhar com serviços de saúde, é preciso reforçar alguns atributos que são tidos como valores para estimular a sua credibilidade e confiabilidade com seus pacientes.

Evite aparecer com trajes inapropriados ou publicar situações muito pessoais e que possam ser vistas como controversas ou polêmicas — sabemos que, como qualquer pessoa comum, você possui momentos de descontração, mas isso pode ser visto de forma negativa por seus potenciais clientes.

Imagine, por exemplo, um médico responsável por reeducação alimentar postar, com frequência, o consumo de alimentos gordurosos. Isso seria um pouco estranho para o que ele defende aos seus pacientes, não é mesmo?!

Dica #5: Mantenha o seu feed atualizado

As estratégias para fortalecer sua marca no digital só serão eficientes se forem atualizadas e constantes.

Se não houver regularidade ou identidade visual, por exemplo, fica difícil conquistar o engajamento de seus seguidores.

Manter posts falando sobre novos procedimentos estéticos para dermatologistas e cirurgiões plásticos, por exemplo, ou então odontologistas mostrando novos materiais para tratamentos dentários, tanto por vídeos quanto por imagens, são ótimas formas de manter o conteúdo atualizado.

Já, para manter uma constância, o ideal é criar um planejamento, sempre coerente com os seus objetivos. Se você precisa valorizar seu serviço, fale de seu conhecimento com relação aos procedimentos que oferece. Agora, se você deseja mostrar autoridade no assunto, registre suas especializações, caso dê cursos, divulgue-os, ou então disserte sobre técnicas e mitos relacionados à sua especialidade.

Já podemos dar os primeiros passos, não é mesmo? Comece agora a mesmo a trabalhar sua imagem pessoal, principalmente gravando vídeos!! Para isso, conte também com as orientações de vídeos em nosso ebook “Vídeos podem aumentar o lucro da sua clínica”, basta clicar no banner abaixo e fazer seu download!

ebook videos para divulgar sua clinica ou consultorio

 

Formada em Publicidade e Propaganda, integra o time de Marketing Digital da Agência GIP propondo o uso de uma comunicação relevante e não-interruptiva. Quando não está meditando, atua como revolucionária de normas de condomínio. Apaixonada por planejamento, acredita nele como uma parte fundamental do processo criativo.

Sua clínica de estética pode estar com os dias contados…

Chega a ser repetitivo, mas precisamos falar que o consumidor mudou — e muito — nesses últimos anos. Não falo apenas do digital e da cultura mais participativa e inteligência coletiva defendida por Jenkins — onde, agora, o consumidor pode reclamar quando fica insatisfeito e elogiar quando surpreendido, compartilhando experiências e exigindo mudanças —, mas também da ascensão da mulher no mercado de trabalho, que mudou a forma que o sexo feminino consome.

Essa mudança, inclusive, é visível ao observamos um “boom” na presença digital de clínicas de estética ou que promovem outros serviços pensados nessa persona. O que nos leva a questionar:

Quanto isso poderá afetar cada player desse nicho? E como uma clínica de estética poderá se manter bem posicionada?

Pensando nisso, decidimos analisar o cenário, tendências e o que pode ser feito para não ficar para trás. Descubra e veja como anda a comunicação da sua marca.

Como está o cenário atual?

Hoje, mais do que nunca, o mercado digital de estética conta com uma enorme concorrência. Sites de compra coletiva, inovação em procedimentos e descontos e promoções são algumas das artimanhas usadas pela maioria para conquistar novos clientes, o que acaba tornando tudo no famoso “mais do mesmo”, vencendo principalmente no preço e ignorando a importância de se criar valor para o negócio. Mas vamos aos números:

Primeiramente, é válido considerar que 93% dos processos de compra, de modo geral, começam com uma busca online em ferramentas como o Google

Agora analisando o nicho da estética. Mensalmente há, em média, 40 mil buscas para o termo “spa”. Enquanto para “clínica de estética” há algo em torno de 20 mil. Isso sem contar as variações e termos relacionados. Para o termo “limpeza de pele”, por exemplo, existem cerca de 74 mil buscas por mês.

Mas o que esses dados nos mostram? Ao ver esses dados, fica bem claro que não só a concorrência tem crescido, mas também a procura por serviços de estética e a necessidade de se diferenciar no meio das milhares de ofertas presentes nos canais digitais. Para isso, vamos analisar as tendências de consumo que influenciam na busca por esse serviço e que te ajudam a criar valor para sua clínica.

Tendências do mercado de estética

O que a sua persona quer? E o que ela espera de você? Quais os valores importantes para ela? São essas perguntas que podem te ajudar a não ser apenas mais um no meio digital. E elas não devem seguir apenas no “achismo”. É possível pontuar essas necessidades quando analisamos alguns fatores relacionados a nossa persona como, por exemplo, nas tendências de consumo.

Conheça algumas do mercado de estética:

O Empoderamento Feminino

Nessa tendência, podemos notar uma mudança social. Ela influencia diretamente no comportamento de consumo da principal persona do mercado de estética: as mulheres.

Em um estudo feito pela 65/10, intitulado “A Revolução Delas”, que fala sobre os novos comportamentos das mulheres brasileiras podemos notar que não só a ascensão social da nova classe média foi puxada pelo público feminino, como também podemos afirmar que “Educadas e independentes financeiramente, as mulheres se empoderaram para quebrar novas barreiras: sua relação com o corpo, com consumo de moda, com a cidade em que vivem e com o dinheiro que suaram para ganhar está mudando”.

Logo, é preciso que as clínicas de estética tenham uma sensibilidade maior, demonstrando maior empatia e estimulando a união entre as mulheres e o empoderamento de cada uma, quebrando tabus e promovendo o orgulho e aceitação do próprio corpo, dando suporte a essa nova relação que a mulher tem com o corpo que resolveu assumir.

Genderless

Seguindo um pouco ainda nas mudanças sociais, nessa tendência notamos que a igualdade de gênero e não diferenciação de sexos tem ganhado espaço. Principalmente com as novas gerações.

Oferecer um serviço estético tanto para mulheres quanto para homens. Ou então buscar se posicionar como uma clínica sem distinção de gênero pode representar uma inovação no mercado. Nesse caso, a oportunidade está em você fortalecer mais ainda o posicionamento da sua clínica. Podendo virar líder dentro de um “nicho do nicho”.

Influenciadoras digitais, o novo marketing boca a boca

Essa tendência nada mais é do que uma evolução do famoso marketing boca a boca que, inclusive, conta com diversas estatísticas que comprovam sua eficácia. Dentre elas, a de que 77% dos consumidores se sentem impulsionados a comprar um novo produto quando os descobrem através da recomendação boca a boca. Atualmente, essa recomendação ou testemunho ocorre por meio de postagens patrocinadas em perfis dos chamados influencers.

Contando com diversos seguidores, essas pessoas contam sua experiência com alguma marca ou apresentam algum diferencial do produto/serviço para vendê-lo ao seu público. No mercado da estética é bem comum, por exemplo, oferecer serviços estéticos para influenciadoras. Elas registram como foi o procedimento e os resultados, o que acaba convencendo muitas de suas seguidoras. Essas seguidoras, então, buscam o mesmo serviço, na mesma clínica.

Na hora de optar por seguir essa tendência, é importante avaliar as influenciadoras. É preciso escolher aquelas que mais condizem com seu público e valores da clínica!

O que posso fazer para minha clínica de estética, então?

Agora, é importante ressaltar que, ao trabalhar com marketing digital, precisamos ter consciência de que para se conseguir um resultado eficaz e que se transforme em vendas é preciso de tempo e investimento, principalmente se o seu objetivo é conquistar uma fatia do mercado (share of market) e/ou estar na memória do consumidor (share of mind).

Já com relação às ações para alavancar sua clínica estética, listamos algumas que influenciam no seu retorno e que precisam fazer parte do seu marketing digital:

Ações para conquistar novos clientes

Imprescindíveis para manter um negócio ativo. Elas compreendem que o ciclo de vida de cada negócio tem quatro fases (inicial, crescimento, maturidade e declínio) que requerem ações específicas, mas que, em todas, deve-se buscar a conquista de novos clientes.

Comece agora mesmo! Conheça 5 dicas de marketing para alavancar sua clínica de estética!

Promoções

São importantes para clínicas de estética. Elas atuam como gatilhos para despertar interesse e levar clientes em potencial para sua clínica. Nesse momento, independente da promoção, deve-se pensar o planejamento respeitando o AIDA (Atenção, Interesse, Desejo e Ação), que são as etapas para gerar melhor resultado em qualquer campanha promocional. Nesse momento, eventos são muito indicados, pois criam relacionamento pessoais e proximidade com o público-alvo.

Ações sazonais

Devido à alta competitividade do segmento, em datas especiais, como dia das mães, final de ano, etc. é importante realizar ações que envolvam os serviços da clínica e que estimulem o consumidor a querer o procedimento. Descontos em pacotes, procedimentos especiais e exclusivos para aquela data, são boas alternativas.

Fidelizar clientes habituais

Ao fidelizar os clientes habituais, ofereça descontos, parcelamentos, sessões bônus, vouchers, combos e até mesmo exclusividade em tecnologias de ponta. Dessa forma, você garante um boca a boca positivo e a constância de determinados clientes.

​Por fim, concluímos que, assim como muitos outros segmentos, as clínicas de estética devem fugir do comum e buscar relacionar o seu negócio à inovação — e não digo apenas em tecnologias. E, quando falamos sobre a sua clínica pode estar com os dias contados, queremos alertar para importância de se destacar em meio a um mercado saturado de ofertas e pensar fora da caixa.

O que acha? Como você tem inovado na sua clínica? Deixe nos comentários!

Se você ficou interessado ou deseja tirar alguma dúvida sobre o seu marketing, entre em contato conosco!

Formada em Publicidade e Propaganda, integra o time de Marketing Digital da Agência GIP propondo o uso de uma comunicação relevante e não-interruptiva. Quando não está meditando, atua como revolucionária de normas de condomínio. Apaixonada por planejamento, acredita nele como uma parte fundamental do processo criativo.

Conteúdo em vídeo: modismo ou estratégia para o marketing digital?

Cada vez mais notamos um novo perfil de consumidor e, com os avanços em tecnologia, a acessibilidade ao digital tem aumentado. Os smartphones, por exemplo, têm se tornado acessório essencial e passar horas acessando as redes sociais é mais comum do que imaginamos.

Instagram, Facebook, LinkedIn, Twitter e Youtube têm substituído o contato direto e presencial e, com isso, muitas clínicas e consultórios têm aproveitado para se aproximar de seus pacientes.

Em meio a essa enorme presença das marcas no digital, vivemos um tempo em que os meios digitais estão ficando saturados de conteúdo, tornando necessária uma comunicação planejada e relevante. Pensar no assunto que irá falar, na forma como se expressará e até mesmo o formato do conteúdo é essencial.

E é aí que entra o conteúdo em vídeo: o consumo de vídeo tem sido crescente e, consequentemente, a quantidade de conteúdo nesse formato tem aumentado. Para se ter uma ideia, de acordo com a Cisco, empresa de tecnologia para operadoras, até 2020 mais de 80% do tráfego na internet será de vídeos.

Com isso, fica uma dúvida: será que o conteúdo em vídeo é um modismo ou uma estratégia para o marketing digital?

O brasileiro e o consumo de conteúdo em vídeo

Em 2017, o Google realizou um estudo que analisou a fundo o comportamento do brasileiro em relação aos vídeos.

Nele, mais da metade dos entrevistados diz passar mais horas vendo conteúdo na web do que assistindo à TV, dando, em média, um consumo de 38 horas de conteúdo audiovisual por semana.

Dentre os motivos para buscar vídeos na web, estão: a busca por conteúdos que não estão na TV ou então a busca por conteúdos que não puderam assistir quando passou na TV.

Ainda segundo a pesquisa, um movimento que demonstra o crescimento no consumo de vídeos online são os apps para SmartTV: mais de 80% dos brasileiros preferem telas maiores e nada mais natural do que o desejo de ver o seu conteúdo preferido online em sua televisão.

E o canal preferido para consumir vídeos? O Youtube! 42% dos entrevistados dizem preferir o Youtube.

Isso porque, hoje, a comunicação ganhou um novo fluxo que todos podem criar,interagir e manifestar sua visão do mundo, deixando para trás a chamada cultura de massa para dar lugar à cultura de pessoas.

Sendo assim, notamos que mais do que um modismo, o conteúdo em vídeo representa uma evolução tecnológica e do comportamento do consumidor.

Mas como podemos trabalhar essa tendência de forma estratégica para os consultórios ou clínicas?

O vídeo como estratégia para o marketing digital

É preciso compreender que diferente da televisão, que podemos assistir sem prestar muita atenção, ver um vídeo online é uma escolha do consumidor e, por isso, sua atenção nesse momento é garantida.

Dessa forma e com base nos conceitos de marketing digital, o vídeo pode te ajudar no famoso funil de vendas. Veja alguns exemplos:

Atração

Nessa etapa do funil, é possível buscar o formato em vídeo para criar um conteúdo que gere valor para o usuário e fuja do habitual (recentemente vemos uma “enxurrada” de e-books sobre os mais variados assuntos). Ele pode ser feito por meio de minicursos ou ao criar um canal no Youtube.

Não podemos esquecer de falar do Stories do Instagram. A ferramenta tem aproximado pacientes e profissionais de saúde, permitindo uma comunicação mais direta e chamando a atenção do usuário, direcionando para onde for interessante à campanha.

Conversão

Na conversão, o vídeo ajuda a acelerar a nutrição dos leads, permitindo apresentar os benefícios do serviço e explicando de forma mais direta quais os valores e diferenciais da sua clínica ou consultório.

Dica: fazer esses vídeos de forma personalizada, chamando o lead pelo seu nome é uma tendência e garante uma experiência surpreendente ao usuário, aumentando a sua taxa de conversão.

Venda

Trabalhar o conteúdo em vídeo nessa etapa é uma ótima estratégia. Isso porque você estará conversando diretamente com pessoas que estão realmente interessadas no seu serviço.

Nessa hora, é importante reforçar a autoridade em sua especialidade ou serviço e se mostrar como uma solução para determinado problema do usuário, apresentado por você. Ao final, ofereça algum benefício exclusivo a ele, como uma recompensa por ter te assistido e mantenha esse cuidado ao atendê-lo.

Por fim, lembre-se que para o vídeo ser EFICAZ, é preciso pensá-lo de forma ESTRATÉGICA, promovendo um conteúdo relevante e de qualidade.

Espero que essas dicas tenham sido úteis e inspiradoras para começar a desenvolver conteúdos em vídeo.

Até breve!

Formada em Publicidade e Propaganda, integra o time de Marketing Digital da Agência GIP propondo o uso de uma comunicação relevante e não-interruptiva. Quando não está meditando, atua como revolucionária de normas de condomínio. Apaixonada por planejamento, acredita nele como uma parte fundamental do processo criativo.